Não consegui evitar um ataque hacker
13 de Fevereiro de 2017
Qualidade dos jogos piorou com o Windows 10
8 de Março de 2017

Profissionais da área de tecnologia sempre estão buscando novidades para agregar conhecimento. Estes dias fui pesquisar o termo “os melhores cms de 2016” e então apareceram alguns links, o que acessei foi https://www.cmscritic.com/awards/ onde consta uma lista dos melhores de 2016 e anos anteriores.

O que é um CMS?

CMS é a abreviação para content management system ou traduzido para o português sistema de gerenciamento de conteúdo.

Vantagens ao utilizar um CMS

Vamos ver algumas vantagens:

  • Diminuição no tempo de programação e desenvolvimento da base de dados;
  • Facilidade na inserção de conteúdos;
  • Área de administração com permissões e restrições à usuários;
  • Várias pessoas podem auxiliar no projeto inserindo conteúdo (descentralização);
  • Possibilidade de instalação de diversos extras (plugins, extensões, etc);
  • Ferramentas de segurança;
  • Níveis de hierarquia de usuário.

Essas são, apenas, algumas vantagens.

Desvantagens ao utilizar um CMS

  • Você fica preso à uma linguagem (php, python, java, etc);
  • Se você não tiver conhecimento pode deixar seu projeto “pesado”;
  • Pode lhe deixar preguiçoso e sem vontade de programar, sempre recorrendo aos plugins;

Vamos aos vencedores de 2016

Imagem do website cmscritic.com

all cms 2016Desta liste optei por testar o Bolt CMS e o PageKit e francamente me arrependi, o Bolt CMS foi até tranquilo de instalar, sua dashboard é linda se comparada a do WordPress ou a do Joomla, mas tudo nele me pareceu muito confuso, alterar um template, o header ou o footer, o Pagekit eu nem consegui instalar, e olha que testei em três servidores, mesmo assim toda hora apresentava um erro e eu acabei desistindo.

Minhas conclusões

Não sei como é feita esta votação, mas achei que faltou muita coisa e me surpreendi com outras, em especial com o Beste Hosting Provider e o Best Enterprise CMS, acho que forçaram a barra, mas enfim, são os vencedores de 2016.

Eu continuarei focado no WordPress e Joomla afinal de contas são bem conhecidos em terras tupiniquins e tem uma vasto conteúdo na web.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *